Buíque

Oh, Buíque, cidade de encantos mil,
Terra abençoada pelo sol nordestino.
Em teus campos serei sempre menino,
Sobre a vida que se resplandece.

Teu nome, um sopro do vento no ar,
Sussurra histórias de um povo valente.
Que luta e sonha, sem jamais hesitar,
Em busca de um futuro crescente.

Nas margens do Rio Ipanema, reluzente,
A vida flui em suave harmonia.
Tuas águas correm livremente, envolventes,
E alimentam a esperança em cada dia.

Teus recantos guardam segredos antigos,
Ruas serenas que ecoam memórias.
Em cada esquina, um sorriso amigo,
Em cada praça, encontros e histórias.

Buíque, um quadro em cores vivas,
Seu clima é inverno ou verão.
Tuas paisagens deslumbram cativas,
E cultivam o amor com paixão.

Teu povo, acolhedor e hospitaleiro,
Canta, dança e celebra a cultura regional.
No forró, toré, samba de coco e aboio verdadeiro,
Manifesta-se a alma do povo ancestral.

Oh, Buíque, teus horizontes são vastos,
Elevadas serras te abraçam com carinho.
Em cada verso, um multiverso largo,
A celebrar tua beleza por todos os caminhos.

Que teus dias sejam sempre de prosperidade,
Que a paz e a harmonia reinem por aqui.
Buíque é cidade multicultural.
De arte e inspiração sem igual.

Compartilhe:
Traduzir »