Poesia

A ciranda encantada

No alto do céu de papel, uma lua de mel Assistia na rua do fel, o sopro lento do vento sobre um velho chapéu. Um...

Compartilhe:
Quero ler...

E nasce, e morre, e retorna

Um súbito estalo e voaram todos os pássaros: Carcará, coruja, jandaia e urubu! Tingiram o oco do céu, desaparecera o azul. Um amarelo dourado se...

Compartilhe:
Quero ler...

O avesso do inverso

Meu verso é o avesso do inverso. O normal do contrário, sem contrariá-lo; O dizer do ser, sem nada expressá-lo; A voz do silêncio que...

Compartilhe:
Quero ler...

Fotografia

Demasiado perto, três cores em pontos coreografam abstrata psicodelia. Na distância certa, fundem-se pontilhados e aprisiona-se o passado que num só disparo, fizera o tempo...

Compartilhe:
Quero ler...

Letras combinadas adquirem alma

[vc_row][vc_column][vc_column_text]As letras são códigos avulsos. Num repuxo, formam-se palavras. Dentro dos livros são mundos. Em cadernos limpos, são nada. Mas o nada, após um mergulho,...

Compartilhe:
Quero ler...

São Félix de Buíque

[vc_row][vc_column][vc_column_text]Feliz, Félix Paes de Azevedo, Fazendeiro natural de Penedo Um herdeiro dos Campos do Buíque Trouxe o santo Félix de Cantalice E depois disse: “Aqui...

Compartilhe:
Quero ler...

A palavra mãe

[vc_row][vc_column][vc_column_text]Houve o tempo em que vivi trancado, Na escuridão de um quarto E meu sorriso era a sua voz. E eu ficava só imaginando de...

Compartilhe:
Quero ler...

Bem-ditas conjugações mal feitas

[vc_row][vc_column][vc_column_text]Eu falo Tu farsa Ele falta Nós farpamos Vós falsificais Eles falam Eu verso Tu invertes Ele reverte Nós convertemos Vós desvirtuas Eles se envergonham...

Compartilhe:
Quero ler...
Traduzir »