Coronavírus se combate com prudência, não com achismo

“Em nome de Jesus, nenhum mal te sucederá nem praga alguma chegará à tua casa.” citação bíblica usada por Silas Malafaia para convencer as pessoas de que está tudo bem. Contudo, essa frase não tem qualquer feito sem a devida sabedoria.

Ciência e religião têm seu devido lugar na sociedade, ambas merecem respeito, mas nenhuma deve invadir o espaço da outra. Tampouco líderes religiosos devem interferir em assuntos em que cabe a ciência dar as devidas providências. É o caso do COVID-19.

Edir Macedo, líder da igreja Universal do Reino de Deus, afirma que a epidemia é inofensiva, tratando-se de “mais uma tática de Satanás”. Malafaia afirma: “Nunca cobrei um centavo para pregar o Evangelho”. Carochinhas à parte, o que importa é que não se pode tomar a palavra de alguém como certa sem analisar o contexto real por trás do que é dito.

A cantora Ana Paula Valadão, atendendo ao bom senso, orientou os irmãos a assistirem os cultos online e criticou a atitude de Malafaia e Macedo que expõem a população ao risco. Crítica vista por Malafaia como “fala do inferno e do nosso meio”.

Malafaia ainda enfatiza: “Não repassem nada de coisa ruim sobre coronavírus nas redes sociais”, “Que todas as previsões das autoridades caiam por terra.” e enquanto isso, os casos no Brasil vão se multiplicando.

O fato é que para a natureza não existe bem e mal, existe a lei que reza o seguinte “que os mais fortes permaneçam e os mais fracos pereçam.” Sejamos fortes e não nos enfraqueçamos diante do medo ou da estupidez de certas pessoas que se dizem orientadas pelo divino. Quem tem fé não age por negligência, mas por sabedoria.

O coronavirus não é uma entidade espiritual, é um organismo vivo em atividade. Eles não selecionam seus hospedeiros pelo tamanho da fé pela religião ou conforme os conselhos do líder espiritual, classe social, etc. Jesus disse: “Conheça a verdade e ela vos libertará”. A verdade é algo difícil de se definir e muitas vezes aparece de forma confusa. Porém, é fácil discernir aquilo que é verdadeiro através daquilo que é falso.

Sensatez, precaução e sabedoria são as palavras da vez. Tenhamos cuidado com o próximo e assim, estaremos cuidando de nós mesmos. Não importa o conceito, corrente filosófica, crendice ou religião você defenda ou faça parte. Seja humano, pratique o amor, porque essa é a Lei universal no qual todos concordam por igual.

Para quem nunca leu I Coríntios 13, fica aqui a lembrança sobre o que diz a bíblia sobre o amor:

“O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.”

Vamos crer que podemos alcançar êxito, vamos esperar que que o problema seja resolvido – temos muita gente empenhada nisso e suportemos as consequências que vierem desse problema que é nosso e só depende de nós para findar antes que alcance proporções maiores por conta do egoísmo de algumas pessoas imprudentes.

Compartilhe:
Traduzir »