Bem vindo(a)!

Dias de mentiras

Quem diria que o dia da mentira Se expandiria em 365 dias. O que antes se fazia em pitadas, hoje é prática comum nas calçadas...

Compartilhe:
Quero ler...

A ciranda encantada

No alto do céu de papel, uma lua de mel Assistia na rua do fel, o sopro lento do vento sobre um velho chapéu. Um...

Compartilhe:
Quero ler...

E nasce, e morre, e retorna

Um súbito estalo e voaram todos os pássaros: Carcará, coruja, jandaia e urubu! Tingiram o oco do céu, desaparecera o azul. Um amarelo dourado se...

Compartilhe:
Quero ler...

O avesso do inverso

Meu verso é o avesso do inverso. O normal do contrário, sem contrariá-lo; O dizer do ser, sem nada expressá-lo; A voz do silêncio que...

Compartilhe:
Quero ler...

O mundo de ponta-cabeça

De repente assim, adormeci. Vi o mundo de cabeça para baixo. Caminhei pelo piso, pulei sobre o portal do quarto. Segui para a cozinha e...

Compartilhe:
Quero ler...

Fotografia

Demasiado perto, três cores em pontos coreografam abstrata psicodelia. Na distância certa, fundem-se pontilhados e aprisiona-se o passado que num só disparo, fizera o tempo...

Compartilhe:
Quero ler...

A mais atraente dama da cidade

[vc_row][vc_column][vc_column_text] Eis uma antiga residente que nunca envelhece e vive a primavera duma eterna juventude renovada a cada 4 anos. Jamais conquistou seus pretendentes pelo...

Compartilhe:
Quero ler...
Traduzir »