Que em 2020 tenhamos um ano mais humano

Feliz Natal e Ano Novo a todos! Que o próximo ano seja de saúde, paz e grandes conquistas!

Que Deus nos dê sabedoria para tomar decisões corretamente, que o senso de justiça não nos falte e que saibamos usar o coração e a mente de forma equilibrada. As pequenas decisões que tomamos influenciam na vida de várias pessoas à nossa volta e por isso temos de ser sábios e procurar fazer as coisas não medindo pela balança do que é certo ou errado, mas pelas consequências do que nossas ações podem proporcionar.

Que sejamos fartos daquilo que nos falta e que nos falte aquilo que faz ou provoca em nós o mal.

Que possamos nos importar mais com as pessoas que merecem e menos com as que fazem por onde não merecer; Que nossa atenção esteja voltada para quem nos dá atenção; que haja reciprocidade, respeito, sinceridade, fraternidade; Que saibamos aceitar nossas derrotas e aprender com elas e fazer de nossas conquistas, algo possível de ser compartilhado, sem privilégios ou preferências, mas com equidade. Aliás, que as discordâncias não sejam confundidas como diferenças; que tudo seja motivo para comemorar e nada para briga.

Sobre o que afasta as pessoas:

Que seja passageiro e que essa efemeridade faça perdurar apenas o que é bom, justo e verdadeiro. Que colhamos os frutos das sementes que plantamos em 2019 e que na que de uns possamos dar as mãos para que continuem sua caminhada. E na ascensão de outros, que lembremos que todos sobem e descem na roda gigante da vida.

Que sejamos menos preconceituosos e façamos mais amizades; que a bondade seja mútua e o amor uma corrente a ser compartilhada sem distinções, porque no final, apesar dos erros e acertos, tudo é aprendizado a todo momento e todos somos um.

2019, mais uma página virada

2019 foi a página 35 de meu livro pessoal, aprendi muito com todos que de alguma forma estiveram comigo. Somos professores e alunos uns dos outros e é com os defeitos e virtudes a passear nesse grande mar de gente que nossa personalidade é moldada. E tudo é filtrado, e absolvido ou repelido. Tudo é convivência e aprendemos até mesmo com os pecados e as santidades alheias, sem falar dos pecados e santidades “nossas”.

Os outros de outrem

Que pensemos mais em nós mesmos e aprendamos a nos respeitar para termos condições de respeitar o próximo. Que o singular que habita em nós, seja capaz de compreender que depois de 1 vem o 2. Que depois de nós vem os outros e que somos os outros de outrem.

Que 2020 seja “UM ANO + HUMANO”.

Compartilhe:
Traduzir »